A Comissão Europeia está a par do descontentamento dos Governos português e espanhol face às recentes declarações do primeiro-ministro grego, mas escusa-se a comentar o caso, até porque o seu papel é o de conciliador, disse uma fonte comunitária.

A mesma fonte confirmou à Lusa que a Bruxelas não chegou qualquer missiva formal de protesto, embora a Comissão tenha conhecimento, por outros meios, do incómodo em Lisboa e Madrid com as declarações de Alexis Tsipras, que se escusa a comentar, já que, sustentou, o papel do executivo comunitário é o de «mediador» e de «aproximar as partes», como sucedeu nas recentes negociações em sede do Eurogrupo, e não tomar partido.

«O que interessa é o acordo» alcançado no Eurogrupo, em fevereiro, para o prolongamento da assistência financeira à Grécia, e que foi facilitado também pela Comissão Europeia, completou fonte comunitária.