A organização ecologista Sea Shepherd denunciou, este domingo, que um baleeiro da frota japonesa entrou numa zona protegida protegida de baleias da Austrália na Antártica.

O baleeiro «Yushin Maru 3» esteve 30 minutos no interior da reserva, onde entrou quando perseguia o navio ecologista «Bob Barquer», ao qual tinha causado estragos na proa há uma semana, segundo um comunicado da Sea Shepherd.

A organização considera que ao entrar em águas australianas o navio japonês desrespeitou uma ordem do tribunal federal australiano de 2008, que declarou as operações dos baleeiros japoneses incompatíveis com a legislação federal do país.