Um milhão de pessoas da Libéria, Serra Leoa e da Guiné-Conacri, vão ser abrangidas pelo Programa Alimentar Mundial da ONU para prevenir uma crise alimentar nos países onde existe a epidemia de Ébola, foi divulgado nesta sexta-feira.

«A pedido da OMS (Organização Mundial de Saúde) e dos governos em causa, operacionalizámos a assistência para cerca de um milhão de pessoas nas áreas que fazem parte do cordão sanitário de que fazem parte estes três países», disse à AFP Fabienne Pompeu, porta-voz do WFP na África Ocidental.

A epidemia já fez desde o início do ano mais de 1.000 mortes nestes três países e na Nigéria.