Depois dos baldes de água gelada pela Esclerose Lateral Amiotrófica, surge agora o desafio do balde de escombros por Gaza, criado pelo jornalista Ayman al Aloul, no passado sábado, avança a NBC News.

Palestiniano usa «banhos públicos» como alerta para a crise em Gaza

O objetivo deste desafio é chamar a atenção para os problemas em Gaza e angariar apoios. Com a hashtag #dustbucketchallenge ou #remainsbucketchallenge, são já dezenas as pessoas que se associaram à causa.

«Tenho de fazer alguma coisa e enviar uma mensagem mundial sobre Gaza», afirma Aloul, de 42 anos, revelando que quando disse aos amigos que queria o queria fazer, estes sugeriram que usasse um balde de sangue ou de estilhaços.

«Fiquei convencido com a ideia de mostrar toda a fotografia ¿ como Gaza parece agora, escombros, destruição, cimento e areia, pedras pequenas», conta Aloul.

O jornalista criou então uma página no Facebook, onde são partilhados os vídeos deste desafio e que até ao momento conta com mais de dois mil gostos.





O desafio do balde de escombros surge depois do sucesso do balde de água gelada, que angariou mais de 47,3 milhões de euros para associação ALS.

No entanto, Aloul é mais modesto no pedido e diz que ficaria satisfeito se «cinco pessoas famosas no mundo, como presidentes ou atores, fizerem o desafio, significa que a mensagem sobre Gaza foi bem-sucedida».

O conflito já matou mais de 2100 palestinianos e 68 israelitas desde 8 de julho.