As autoridades francesas detiveram dois homens suspeitos de terem sido cúmplices de Larossi Abballa, que na segunda-feira matou um polícia a mulher, perto de Paris, informou a Polícia francesa.

De acordo com um comunicado citado pelas agências AFP e Reuters, os dois indivíduos, Charaf-Din Aberouz e Saad Rajraji, 27 e 29 anos, vão ser “apresentados ao magistrado instrutor” do inquérito, a quem foi requerida a detenção provisória.

Aberouz e Rajrari foram condenados em 2013 com Larossi Abballa no âmbito de um processo relacionado com o envio de jihadistas para o Paquistão.

Leia tambémTrês detidos no caso de polícia morto em França

Larossi Abballa matou à facada na segunda-feira à noite um policia francês, Jean-Baptiste Salvaing, e a mulher, Jessica Schneider, em casa, nos arredores de Paris, antes de ser abatido por uma unidade de elite da policia.

Abballa reivindicou o ato em nome do grupo extremista Estado Islâmico ao qual terá aderido três semanas antes.