Soldados suíços foram mandados regressar a casa, quando estavam a participar na segurança da cimeira dos ricos e poderosos do mundo, reunidos na instância de esqui de Davos, por terem acusado positivo num teste de consumo de drogas.

A imprensa local informou esta sexta-feira que 22 militares em funções testaram positivo para a canábis, dos quais cinco também consumiram cocaína, disse um porta-voz militar, Stefan Hofer, à agência noticiosa ATS.

Os 22 soldados, de um total de 4.500 mobilizados para a segurança dos participantes no Fórum Económico Mundial, reunidos durante esta semana, foram testados depois de alguns colegas da sua unidade terem levantado o caso.