Mais de 1,3 toneladas de cocaína procedentes da Colômbia foram apreendidas em águas internacionais do Oceano Pacífico, perto das fronteiras marítimas do Equador e El Salvador, anunciou, esta segunda-feira, a polícia colombiana.

A apreensão da mercadoria, “propriedade de uma organização criminosa formada por colombianos e equatorianos e baseada no Pacífico”, foi resultado de um esforço conjunto da polícia e dos militares da Colômbia e do Equador.

Estas operações foram ainda apoiadas pela agência antidroga dos Estados Unidos (DEA) e por uma ‘task force’ que combate o narcotráfico com sede na Flórida (sudeste dos EUA).