Uma cidadã canadiana foi detida pelas autoridades colombianas quando, simulando estar grávida, tentou embarcar no aeroporto internacional de Bogotá com o ventre repleto de cocaína, informou hoje a polícia.

Apesar de revelar imaginação na dissimulação da droga, segundo as autoridades, a mulher, de 28 anos, originária de Toronto e trabalhadora da área social, não conseguiu iludir o agente dos serviços anti-droga, que descobriu dois quilogramas de cocaína escondidos numa cinta de latex.

As autoridaddes da Colombia, o principal produtor mundial de cocaína, juntamente com o Peru (mais de 300 toneladas/ano), interceptam regularmente as «mulas» ou «correios de droga», que usam os mais diversos estratagemas para fazer chegar a cocaína aos Estados Unidos, México, Espanha e Tailândia.

Segundo a polícia, as técnicas de camuflagem são variasdas, desde malas com fundo falso até livros, perfumes ou sapatos com droga escondida no seu interior.

Em maio último, foram detidos dois «correios de droga» disfarçados de padres.

Os mais destemidos ingerem capsulas de cocaína, pondo em risco a sua própria vida, devido ao rebentamento das mesmas no interior do organismo.