Quinze dos 458 passageiros do barco que naufragou na segunda-feira à noite no rio Yangtsé (Rio Azul) já foram resgatados com vida, numa operação de salvamento dificultada por ventos fortes e chuva, avança a AFP.

Segundo a agência, foram ainda resgatados seis mortos corpos. A embarcação de turismo de luxo transportava, na sua  a maioria, idosos entre os 50 e 80 anos.

As autoridades enviaram mais de 30 navios para as operações de resgate, indicou a agência Xinhua cerca das 10:00 (03:00 em Lisboa). O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, deslocou-se também para o local.

O barco, com 458 pessoas a bordo, naufragou, esta segunda-feira à noite, no Rio Azul, na província de Hubei, na China. 

A embarcação, denominada Dongfangzhixing (Estrela do Oriente) ,dirigia-se para a capital da província de Jiangsu, Nankin, no sudoeste do país e terá naufragado por volta das 21:28 locais (13:28 em Lisboa). 

A bordo estavam 405 passageiros chineses, cinco empregados de uma agência turística e 47 membros da tripulação. 

O naufrágio poderá ser o pior do género registado em décadas na China, refere a Xinhua.