O presidente do Conselho Europeu anunciou esta sexta-feira em Bruxelas que União Europeia e Turquia vão celebrar uma nova reunião no início de março para discutir o plano de ação conjunto para fazer face à crise de refugiados.

Após quase dez horas de discussões, os chefes de Estado e de Governo da UE, reunidos em Bruxelas, foram unânimes em considerar que "o plano de ação com a Turquia continua a ser uma prioridade" no quadro da resposta europeia à crise de refugiados, e deve ser "feito tudo" para que o mesmo funcione, pelo que foi decidida a realização de uma nova cimeira conjunta dentro de sensivelmente duas semanas, indicou Donald Tusk.

Numa conferência de imprensa realizada já de madrugada e sem direito a questões - em virtude de estarem ainda previstos para a madrugada de hoje vários encontros bilaterais dos presidentes do Conselho e da Comissão Europeia com líderes europeus no quadro das discussões em torno das reformas reclamadas pelo Reino Unido para permanecer na UE -, o presidente da Comissão, Jean-Claude Juncker, acrescentou que "se antes da reunião ainda havia quem tivesse dúvidas sobre a necessidade de cooperar com a Turquia, elas foram dissipadas", tendo havido unanimidade em torno da "abordagem europeia" ao problema.

As negociações entre a União Europeia e o Reino Unido sobre as reformas reclamadas por Londres prosseguem esta sexta-feira, com nova ronda de reuniões bilaterais.