Donald Trump reagiu ao depoimento do ex-diretor do FBI, James Comey, no Senado depois de ter sido demitido no mês passado.

James Comey disse, nesta quinta-feira, ao Senado norte-americano que não tem dúvidas de que "a Rússia interferiu nas eleições presidenciais norte-americanas", ganhas por Donald Trump.

Diante desta (e outras afirmações), o presidente dos EUA usou o Twitter para acusar James Comey de mentir e de ser um bufo.

Apesar de tantos falsos testemunhos e mentiras, foi uma total e completa reivindicação.... e WOW, Comey é um bufo!", escreveu Donald Trump.

Em depoimento no Senado, o ex-diretor do FBI afirmou ainda que acredita que Trump o despediu "por causa da investigação à Rússia", apesar de o presidente nunca lhe ter pedido para parar a investigação, e acusa a administração de difamá-lo e também ao FBI.

Eram mentiras, pura e simplesmente", argumentou, garantindo aos americanos que o "FBI é honesto, forte e será sempre independente".

Para Comey, as conversas com Trump foram sempre "muito perturbadoras" e que desde cedo percebeu que "chegaria o dia em que precisaria de uma gravação (conversa gravada)" para se poder defender e para "defender a integridade do FBI".

O ex-diretor do FBI destacou o encontro privado com o presidente a 6 de janeiro, assumindo que ficou preocupado que ele pudesse mentir sobre o que conversaram.

Comey tomou, por isso, notas da conversa, algo que nunca tinha feito com Barack Obama ou George W. Bush, por "não sentir necessidade". O que não aconteceu com Trump.