O magnata nova-iorquino e aspirante a candidato republicano à Presidência dos EUA Donald Trump descartou hoje apresentar-se como independente nas eleições de 2016 se não for nomeado pelo Partido Republicano.

"Vou ser um republicano, não vou criar um terceiro partido. Não importa o que aconteça", disse o magnata que na semana passada tinha voltado a deixar no ar a possibilidade de se apresentar como independente na corrida presidencial de 2016 se não receber um “tratamento justo” parte dos dirigentes conservadores.

“Tenho um compromisso total com o Partido Republicano. Honra-me estar a liderá-lo. Creio que o farei muito bem se for eleito e farei tudo o que estiver ao meu alcance para vencer Hillary Clinton [a favorita para a nomeação do Partido Democrata]", afirmou Trump, ao ser questionado sobre o assunto durante o debate desta noite entre os pré-candidatos republicanos às eleições de 2016.

Esta terça-feira, o médico do magnata afirmou que, se este fosse eleito no imediato, seria "o indivíduo mais saudável alguma vez eleito para a Presidência" dos Estados Unidos, uma vez que "nunca bebeu álcool nem fumou"