O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sublinhou que a cimeira de terça-feira com o homólogo da Coreia do Norte, Kim Jong-un, em Singapura, constitui uma "ocasião única" para um acordo sobre o programa nuclear norte-coreano.

"É uma ocasião única que não se repetirá", referiu Donald Trump, em conferência de imprensa, antes de deixar a cimeira do G7, que reúne os sete países mais industrializados do mundo, em Charlevoix, na província canadiana do Québeque.

O chefe do Estado dos Estados Unidos, que iniciou hoje a viagem para Singapura, referiu que está "verdadeiramente confiante" no encontro com Kim Jong-un e assinalou que os diplomatas têm trabalhado "muito bem" com os norte-americanos.

"Quanto tempo faltará para ver se os norte-coreanos são sérios ou não? Penso que talvez se perceba logo no primeiro minuto", acrescentou Donald Trump.

A cimeira da próxima terça-feira será a primeira entre chefes de Estado dos Estados Unidos e da Coreia do Norte, após quase 70 anos.

O encontro, que visa um acordo sobre a desnuclearização da Coreia do Norte, realiza-se depois de os testes nucleares e de mísseis balísticos de Pyongyang terem provocado tensões e terem atingido um nível inédito desde a Guerra da Coreia (1950-1953).