A mais recente tentativa da liderança republicana no Senado dos Estados Unidos para cumprir a promessa do Presidente Donald Trump de revogar o Obamacare, a reforma de saúde de Barack Obama, fracassou hoje com votos contra de três senadores conservadores.

Um deles foi John McCain, recentemente diagnosticado com cancro cerebral, que se juntou a outras duas senadoras republicanas, Susan Collins e Lisa Murkowski, e a todos os democratas para chumbar a proposta, apelidada de “skinny bill” (“lei fininha”) e que recebeu 51 votos contra e 49 a favor.

Horas antes da votação, que começou pouco depois da 01:00 de hoje (06:00 em Lisboa), Trump encorajou, no Twitter, os republicanos a fazerem avançar o projeto após “sete anos de espera”.

Após a votação, que se revelou contra as espectativas do presidente, Trump voltou a usar o Twitter, mas para criticar os republicanos e democratas que votaram contra a proposta.

 

Três republicanos e 48 democratas falharam com o povo americano. Como digo desde início, deixem o Obamacar implodir, depois resolve-se. Observem!"