A árvore oferecida pelo presidente da França, Emmanuel Macron, ao Presidente dos EUA, Donald Trump, desapareceu dos jardins da Casa Branca, dias depois de ter sido plantada, simbolicamente, por ambos os presidentes. 

Um fotógrafo da agência Reuters esteve no local este sábado e constatou que a árvore já não estava lá.

 

Fotografia mostra o jardim da Casa Branca sem a árvore plantada pelos presidentes 

Depois de terem sido feitas as mais variadas especulações por parte da imprensa internacional em relação ao caso, o embaixador de França nos EUA, Gérard Araud, explicou ontem que a árvore tinha sido colocada em quarentena, uma vez que todas as plantas entram nos EUA têm de passar por este processo.

É uma quarentena obrigatória para qualquer organismo vivo importado para os Estados Unidos", lê-se na publicação.

 

Recorde-se que o carvalho veio do território francês de Belleau, onde decorreu uma batalha na Primeira Guerra Mundial, em 1918, e onde dois mil soldados americanos morreram.

No dia da plantação da árvore, Macron assinalou o momento no twitter através de um vídeo onde se vêm os dois presidentes nos "trabalhos" de jardinagem. 

Há 100 anos, soldados americanos lutaram em França, em Belleau, para defender a nossa liberdade. Este carvalho (a minha prenda para Donald Trump) vai servir como recordação, na Casa Branca, destes laços que nos unem", lê-se na publicação.