O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o dos EUA, Donald Trump, deram hoje sinais de apaziguamento sob a recente tensão comercial, antes do seu encontro na Casa Branca.

“Nós somos parceiros próximos, aliados, não inimigos”, declarou Juncker, enquanto Trump disse esperar alguma coisa “muito positiva” do encontro.

Trump e Juncker vão discutir a crescente divergência de políticas comerciais, focada designadamente em tarifas alfandegárias já aplicadas pelos norte-americanos sobre as importações de aço e alumínio e retaliadas pelos europeus.

Agora, em cima da mesa vai estar também a intenção de Trump de taxar os automóveis e sobresselentes europeus.

Os líderes europeus já avisaram que estão prontos para retaliar, com a aplicação de tarifas alfandegárias sobre importações provenientes dos EUA no montante de 20 mil milhões de dólares (17 mil milhões de euros).