O Movimento Nacional de Vítimas de Crimes de Estado da Colômbia denunciou, esta segunda-feira, que 91 defensores da paz e dos direitos humanos receberam ameaças de morte por parte de um grupo que não se identificou.

As ameaças constam de uma mensagem de correio eletrónico recebido pelo movimento e por outros ativistas dos direitos humanos.

O e-mail, que não está assinado, foi enviado com um documento anexo com uma «lista negra», do qual constam os nomes de 91 pessoas que, a par dos seus familiares, são objeto de uma explícita ameaça de morte.