O jornalista Antonio Caño deverá assumir no próximo dia 4 de maio as funções de diretor do jornal mais lido em Espanha, o «El País», substituindo José Moreno que ocupava o cargo desde 2006.

Fontes do jornal citadas pela imprensa espanhola explicaram que a proposta foi feita por Juan Luis Cebrián, presidente do grupo Prisa.

Caño é atualmente correspondente do diário nos Estados Unidos e responsável pela edição na América Latina, devendo a sua nomeação ser tornada efetiva na reunião do Conselho de Administração da Prisa da próxima semana.

Moreno foi nomeado diretor do jornal em 2006 no ano em que o «El País» cumpriu o seu 30º aniversário e deverá ficar agora responsável pela «definição de conteúdos da Prisa noticias e radio».

Com a alteração no «El País» mudam as direções dos dois diários generalistas mais vendidos em Espanha, depois de recentemente ter sido substituído o diretor do «El Mundo».

A decisão de Cebrián foi comunicada esta terça-feira numa reunião em que participaram os subdiretores, redatores chefe e o comité de redação do jornal.