atentado ao jornal parisiense «Charlie Hebdo»



desencadeou uma onda de protestos

mostraram as polémicas caricaturas

detenção de vários suspeitos

«As prisões impediram um ataque terrorista iminente» nas instalações do Jyllands-Posten, afirmou o diretor do PET (serviço de inteligência dinamarquesa), Jacob Scharf, referindo-se ao jornal que publicou a caricatura de Maomé responsável por uma grande controversa e indignação de grupos muçulmanos em 2005.