A Presidente do Brasil com mandato suspenso, Dilma Rousseff, informou na noite de sexta-feira que vai ser testemunha de defesa de Marcelo Odebrecht, empresário investigado nos crimes de corrupção da Petrobrás.

Marcelo Odebrecht, herdeiro da maior construtora brasileira, é um dos réus num processo relacionado com alegados pagamentos de subornos na Odebrecht, que supostamente dava dinheiro a políticos em troca de vantagens em concursos públicos.

Dilma Rousseff havia sido convocada como testemunha da defesa e decidiu prestará depoimento, mas por escrito.