Os três candidatos à presidência do Brasil escondem hábitos, histórias e truques que lhes garantem a imagem e a reputação que ostentam.

A atual presidente do Brasil e candidata à reeleição é, segundo «A Folha de S. Paulo», viciada na série «Game of Thrones», gosta de ver desenhos animados na televisão e lê livros num ritmo alucinante.

Quando viaja para o estrangeiro não dispensa a marmita onde leva feijão, ovos do campo, arroz e queijo de Minas. O jornal «A Folha de S. Paulo» dá conta de uma viagem a Inglaterra, onde Dilma se iria encontrar com a Rainha Isabel II. No trajeto, a presidente sentiu fome e não descansou enquanto não pediu a um assessor que lhe fritasse dois ovos.

A ditadura militar incutiu alguns hábitos na presidente do Brasil, que preserva até hoje. Dilma guarda, em casa e em notas, 150 mil reais (cerca de 50 mil euros). Ao jornal «Acre 24 horas», Dilma explicou as suas razões:  «Sete anos eu vivi fugida. São as coisas que você incorpora. Teve muito tempo na vida em que eu dormia de sapato. É muito forte a experiência que você passa em determinados momentos». 

Dilma recordava assim os tempos em que foi perseguida e torturada pela ditadura militar. «Já vivi muito sem dinheiro. Já vivi com dinheiro. Tenho esta mania com meus 150 mil reais que vocês não vão mudar», concluiu.

A candidata que queria ser freira

Desde a morte de Eduardo Campos, na queda de um avião, nodia 13 de agosto, Marina Silva ganhou algumas fobias a voos. O jornal «A Folha de S. Paulo» revela que um assessor ofereceu-lhe um livro de estatísticas sobre acidentes aeronáuticos e a candidata socialista não o dispensa em nenhuma viagem.

Analfabeta até aos 16 anos, Marina Silva viveu e ajudou populações remotas e carenciadas brasileiras durante vários anos. Durante esse tempo sofreu várias enfermidades, como conta o jornal «Acre 24 horas». Teve malária cinco vezes, três hepatites, foi contaminada por mercúrio e teve leishmaniose (doença infeciosa grave transmitida pela picada de um mosquito), que lhe provocou alergias e a levaram a ter de levar 45 injeções.

Em 1997, Marina ponderou seguir a via eclesiástica. Queria ser freira. Consequência dos graves problemas de saúde que atravessou.

Hoje é altamente alérgica a vários alimentos e produtos. Por isso só usa maquilhagem à base de produtos naturais. Usa beterraba como batom e blush, nos lábios utiliza azeite para ter o efeito gloss (brilhante).

Atenta às últimas tendências da moda, a socialista desenha os acessórios que usa como colares e pulseiras.

Gaguez e botox 

Aécio Neves sofre de gaguez. Para disfarçar o problema usa técnicas especificas para as entrevistas de forma a não ser interrompido e a não se denunciar: posiciona os pés separados, lado a lado, e mexe-se de forma pendular. Segundo o jornal «A Folha de São Paulo», esta técnica foi alterada durante a campanha pela equipa de assessores, por não acharem conveniente um candidato presidencial balançar-se na televisão enquanto discursa.

Com olhos postos no futuro, para esta campanha eleitoral, o candidato social-democrata contratou Olga Curado, a consultora de imagem utilizada por Dilma Rousseff em 2010, para o ajudar na linguagem corporal, segundo a mesma fonte.

O «Acre 24 horas» refere ainda que entre os retoques na imagem, Aécio recorreu à cirurgia plástica para colocar botox e levantar as pálpebras.