A Presidente brasileira com mandato suspenso, Dilma Rousseff, disse que é favorável à realização de novas eleições se voltar a assumir o cargo, de acordo com uma entrevista à imprensa estrangeira.

Se forem necessárias novas eleições, eu serei sempre favorável. É preciso considerar uma coisa: não haverá democracia se o meu mandato não for restabelecido” e só então “poderemos consultar a população e ver o que fazer”, afirmou, citada pela agência de notícias francesa AFP.

A única maneira de interromper o mandato de um presidente é se o povo brasileiro o reclamar através de um plesbicito”, acrescentou.