O Governo brasileiro anunciou esta segunda-feira cortes orçamentais de 26 mil milhões de reais (6.000 milhões de euros) e a reintrodução de um imposto durante a apresentação de um novo pacote de medidas para equilibrar as finanças públicas.

As medidas foram anunciadas pelos ministros do Planeamento, Nelson Barbosa, e da Fazenda (Finanças), Joaquim Levy, após reuniões no domingo e na manhã de hoje com a Presidente Dilma Rousseff e com outros membros do governo.

O Brasil vive uma crise económica, com previsões de recessão e inflação alta para este ano, além de uma crise política, na qual grupos de oposição defendem a impugnação do mandato de Dilma Rousseff. Neste contexto, a Presidente, que havia afirmado que não haveria mais cortes orçamentais, viu-se obrigada a alterar a sua posição.