O relatório do senador Antonio Anastasia favorável ao seguimento do processo de afastamento de Dilma Rousseff da presidência do Brasil foi aprovado pela comissão especial do impeachment do Senado, noticia o Globo.

O texto, aprovado com 15 votos a favor e cinco contra, será agora submetido à votação no plenário principal do Senado, onde será decidida a continuidade da Presidente no cargo. O relatório, que precisava apenas de uma maioria simples de 11 votos para ser aprovado, aponta que há elementos suficientes para que o processo seja aberto e que Dilma Rousseff seja julgada pelo crime de responsabilidade.

Segundo o presidente do Senado, Renan Calheiros, o texto deve ser apreciado pelo plenário na próxima quarta-feira, dia 11. Antes, será lido no plenário de dia 9 e publicado no Diário Oficial do Senado. 

O sim ao impeachment, ou seja, a destituição da Presidente Dilma Rousseff venceu na votação da Câmara dos Deputados. O resultado ficou fechado com 367 votos a favor e 137 contra. 

Por conseguinte, Dilma Rousseff cancelou a viagem que tinha prevista para os Estados Unidos, depois da Câmara dos Deputados ter aprovado o seguimento para o Senado do processo de destituição. A presidente disse que está em curso um golpe de estado contra o qual vai lutar até ao fim e acusou o vice-presidente, Michel Temer, de conspiração e traição.