Um ex-engenheiro da Volkswagen, James Liang, foi hoje condenado em Detroit a 40 meses de prisão e uma multa de 200 mil dólares (168 mil euros) pelo seu papel no escândalo das emissões poluentes em veículos 'diesel'.

Segundo fonte judicial, após a libertação, Liang ficará sob vigilância durante dois anos e pode ainda ser expulso dos Estados Unidos para a Alemanha.

James Liang, 63 anos, declarou-se culpado em setembro do ano passado e decidiu cooperar com a justiça para evitar uma pena maior. A pena máxima seria de cinco anos de prisão, mas a acusação pediu três anos de cadeia.

Em abril deste ano a Volkswagen foi condenada a pagar 2,8 mil milhões de dólares, cerca de 2,6 mil milhões de euros, nos Estados Unidos, devido à manipulação de emissões poluentes nos veículos da marca com motores "diesel".