O Papa Francisco recebeu no último sábado, em audiência privada, o transexual espanhol Diego Neria Lejarraga, 48 anos, apelidado de «filha do diabo», e a namorada. A informação foi veiculada no domingo pelo jornal espanhol «Hoy» e está a correr mundo.

Diego Lejanarraga terá enviado cartas ao Papa, onde contava que se sentia excluído na comunidade paroquial onde reside, na região espanhola da Estremadura, depois de ter feito a cirurgia de mudança de sexo. Diz que foi proibido de comungar e que o próprio pároco lhe chamou «filha do diabo».

O Papa Francisco telefonou a Lejarraga no dia 8 de dezembro e voltou a fazê-lo dias antes do Natal, quando o convidou para ir ao Vaticano. O que se sabe sobre o encontro foi divulgado por Diego, já que a santa Sé não se pronuncia sobre o mesmo.

Diego nasceu menina, no seio de uma família profundamente católica. Só aos 40 anos fez a cirurgia de mudança de sexo.