Ministério Público emitiu cinco mandados de captura em nome de cinco jihadistas portugueses