Foram detidas, esta quarta-feira, pelo menos 10 pessoas em várias localidades da Catalunha, suspeitas de ligações ao Estado Islâmico. A polícia está a levar a cabo uma operação policial para desmantelar uma célula jihadista instalada naquela província espanhola.

Os agentes «Mossos d'Esquadra», como são designados, fizeram buscas a mais de uma dúzia de casas em Sabadell, Terrassa, Sant Julià del Vallès, Valls e Barcelona. Já vão em 10 detenções, como os próprios dão conta no Twitter:
 
As buscas começaram a ser feitas ainda de madrugada e tem ligações àquelas que ocorreram em dezembro passado, quando três jovens foram presos na Bulgária quando se preparavam para viajar para a Síria, com o intuito de se juntarem ao Estado islâmico.

A investigação continuou e as autoridades espanholas suspeitavam da existência de novos terroristas que não só pretendiam conquistar mais jovens residentes na Catalunha para se alistarem no Estado Islâmico, mas estariam, também, a planear um atentado em Espanha.

Os suspeitos de terrorismo deverão ser transferidos para Madrid para testemunharem em Tribunal.

Desde o início do ano, no âmbito de uma série de operações, foram detidas cerca de 30 pessoas em Espanha pela sua alegada relação com o terrorismo.

Em Portugal, ainda na terça-feira o  Ministério Público emitiu cinco mandados de captura em nome de cinco jihadistas portugueses que viajaram para a Síria para combater nas fileiras do Estado Islâmico.