Pelo menos 100 pessoas morreram nas inundações que ocorreram em várias regiões da Etiópia, desde o final do mês de março, anunciou esta quinta-feira o governo etíope, salientando que há cerca de 200 mil deslocados.

“As inundações, parte integrante do fenómeno El Niño, provocaram danos em todo o país, é uma catástrofe natural”, afirmou o porta-voz do Governo, Getachew Reda, durante uma conferência de imprensa.

De acordo com o porta-voz, o governo começou a evacuar áreas de risco.

Já o gabinete de Assuntos Humanitário da ONU confirmou 71 mortos à agência noticiosa AFP, incluindo 41 num deslizamento de terras, e cerca de 20 mil deslocados devido às fortes chuvas.

O governo etíope prevê que as inundações vão afetar mais de 485 mil pessoas e podem provocar mais de 200.000 deslocados em todo o país.