O dono da Quiksilver tinha o hábito de zarpar na sua lancha, para pescar pela manhã, mas desta vez não voltou. 

O barco de Pierre Agnes foi encontrado vazio, encalhado, numa praia francesa, em Hossegor, numa cidade não muito longe de Capbreton, onde vive com a família. Foi montada uma operação com quatro navios e quatro helicópteros para encontrar o presidente executivo (CEO) da Quiksilver. 

"A família Boardriders e todo o mundo do surf estão devastados com esta notícia", lê-se num comunicado da empresa, divulgado na terça-feira. 

Estamos a concentrar-nos em trabalhar com as autoridades locais no esforço de busca e resgate e apoiar a família de Pierre".

Das buscas efetuadas na terça-feira, nem sinal de Pierre Agnes. A guarda costeira local acabou por suspendê-las à noite e foram retomadas na manhã desta quarta-feira.

Embarcação de Pierre Agnes (Reprodução YouTube)

Marca para surfistas, a Quiksilver começou a sua história há 40 anos, e ganhou grande popularidade nos anos 90.

Porém, os anos mais recentes foram de problemas financeiros. A Quiksilver entrou mesmo em falência em 2015. A Oaktree Capital Management, uma empresa de investimentos com sede em Los Angeles especializada em comprar empresas em dificuldades financeiras e reestruturá-las, acabou por pegar nela. 

Agnes esteve à frente de um acordo que juntou a Quiksilver e a, até ali, sua rival Billabong. São agora Boardriders.