Equipas de resgate da Malásia procuram hoje uma embarcação de pesca recreativa que desapareceu com 13 pessoas a bordo, enquanto navegava em águas do estado de Sabah, a norte da ilha do Bornéu, informa a imprensa local.

O barco, no qual viajavam três tripulantes e dez praticantes de pesca amadora, partiu no dia 7 de outubro de Kota Kinabalu, a capital de Sabah, numa viagem de três dias às ilhas Mantanani e Mengalum, a cerca de 80 quilómetros do porto desta cidade.

O proprietário da embarcação disse às autoridades que perdeu o contacto por rádio com a tripulação no sábado, quando o barco navegava entre essas duas ilhas do mar do Sul da China, segundo o jornal New Straits Times.

Entretanto, o diretor da Agência Malaia de Segurança Marítima, Mohamad Zubil Matsom, declarou ao jornal que duas das suas embarcações realizam desde a noite de domingo buscas, a que se juntou a polícia marítima esta manhã, destacando meios aéreos.

O grupo extremista filipino Abu Sayyaf sequestrou nos últimos meses duas dezenas de pescadores em águas de Sabah, apesar de todas as suas ações se terem, até agora, concentrado na costa oriental deste estado.