Um forte sismo de magnitude 6,2 atingiu hoje a zona centro do Chile, informou o Instituto Sismológico do país, sem que haja registo, até agora, de vítimas ou danos materiais.

O movimento tectónico aconteceu pelas 02:39 (06:39 em Lisboa) e teve epicentro a 27 quilómetros de Los Vilos, situada a 190 quilómetros de Santiago e a 10 quilómetros de profundidade.

De acordo com o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha, o sismo não reúne características para provocar um tsunami.

Mais de 9.000 pessoas sem casa após sismo


Mais de 9.000 pessoas ficaram sem casa após um forte sismo atingir o norte e o centro do Chile, indicaram as autoridades no domingo.

O abalo de magnitude 8,3 atingiu o país no passado dia 16 matando 13 pessoas, com quatro ainda desaparecidas, indicou o vice-ministro do Interior, Mahmud Aleuy.

O número de pessoas que ficaram sem casa subiu drasticamente de 3.500 após as autoridades chegarem às vilas remotas da região de Coquimbo, a mais de 260 quilómetros de Santiago, onde foi localizado o epicentro do sismo.

“Esperamos que na sexta-feira tenhamos inquirido todas as pessoas que foram afetadas”, disse Aleuy.


O sismo, na costa, foi o 6.º mais forte na história do país, geologicamente volátil, e o mais forte em termos mundiais registado este ano.

O tsunami gerado pelo sismo atingiu a costa minutos depois de cerca de um milhão de pessoas terem sido deslocadas da zona.

O número de mortos foi muito inferior ao de fevereiro de 2010, quando um sismo de magnitude 8,8 e um tsunami terem causado a morte a 500 pessoas.