Mais de 1.500 pessoas ficaram desalojadas na província angolana do Zaire, no norte do país, na sequência das fortes chuvas que se têm feito sentir naquela zona, informaram esta sexta-feira fontes dos bombeiros.

De acordo com dados divulgados pelo serviço provincial de proteção civil e bombeiros do Zaire, as chuvas destruíram nas últimas horas 168 casas, de construção básica, em quatro municípios.

Desde a madrugada de terça-feira que se registam vários episódios de mau tempo, nomeadamente chuva forte, em diferentes províncias angolanas, sobretudo no litoral.

No Zaire, a situação corresponde a 1.536 pessoas «ao relento» em várias comunas destes municípios, nomeadamente no Soyo, segundo a mesma informação.

Há ainda registo de inundações em cerca de 90 casas, num complexo habitacional e numa igreja da província.

Não foram divulgadas informações sobre vítimas na sequência destas chuvas naquela zona, apenas o apelo das populações, ao Estado, para o fornecimento de materiais de construção para recuperar as habitações.

Na última época das chuvas em Angola, entre 2013 e 2014, registou-se a morte de 152 pessoas, segundo um relatório provisório divulgado em junho último em Luanda.

O documento identificou ainda a destruição de 6.317 residências e 353 infraestruturas públicas e privadas, afetando «mais de 70 mil pessoas em todo o pais».