Alfredo Pérez Rubalcaba, secretário-geral do Partido Socialista espanhol, anunciou a sua demissão e da equipa depois da derrota nas Europeias, avança a Reuters.

«A responsabilidade destes resultados é do secretário-geral. Tem que ser uma nova direção a assumir a mudança. O que faço é assumir a responsabilidade pelos maus resultados e esta decisão foi minha», afirmou após a reunião da direção do partido.

O PSOE obteve o pior resultado da sua história nas europeias, conseguindo apenas 23% dos votos e elegendo 14 eurodeputados (tinha 23). O Partido Popular, do primeiro-ministro Mariano Rajoy, conquistou 26% dos votos e 16 eurodeputados (tinha 24).

O secretário-geral do PSOE anunciou que o partido vai realizar entre 18 e 20 de julho um Congresso Extraordinário para eleger uma nova direção.

«Essa responsabilidade é assumida pela direção. Não deve ser esta direção a organizar o processo de primárias abertas. Deve ser a nova direção a fazê-lo. Temos que assumir uma responsabilidade política que é da direção e do secretário-geral», afirmou.