O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, garante que o país "nunca" se declarará em default (incumprimento de pagamentos), apesar de ter entrado nesse processo na passada sexta-feira. Tudo por causa da empresa elétrica do Estado. 

 O Estado falhou o pagamento dos juros de um título de 650 milhões de dólares (560 milhões de euros) da empresa elétrica estatal Corpoelec.

 Maduro, o que fez, foi volae a convocar os detentores de títulos da dívida para uma reunião para proceder à sua reestruturação e refinanciamento.

Estão a especular que a Venezuela se declarará em default. Nunca. O default nunca chegará à Venezuela. A Venezuela sempre terá uma estratégia clara e agora a nossa estratégia é renegociar e refinanciar toda a dívida".

A posição do Governo venezuelano foi dada a conhecer em Caracas, durante o programa radiofónico e televisivo Os domingos com Maduro, transmitido pelas rádios e televisões estatais venezuelanas.