Notícia atualizada

Herve Gourdel, de 55 anos, é alegadamente a última vítima dos «jihadistas», em retaliação pelo apoio do presidente francês aos ataques ao Estado islâmico no Iraque.

O grupo «jihadista» fez um ultimato a François Hollande na terça-feira, mas o presidente francês e o primeiro-ministro recusaram de imediato ceder às reivindicações, como recorda a BBC.

O vídeo mostra a decapitação de Herve Gourdel, um turista francês raptado na Argélia, e intitula-se «Uma mensagem de sangue para o Estado Francês». O presidente francês já confirmou a morte do «compatriota», mas disse que não deixaria de lutar contra os terroristas.

O estado Islâmico já decapitou três jornalistas ocidentais e um taxista britânico, voluntário na Síria, está no «corredor da morte» dos radicais islâmicos, como já surgiu num vídeo.

Na ONU, esta quarta-feira, Obama pediu medidas internacionais mais fortes de combate ao terrorismo.