A presidente do partido democrata norte-americano, Debbie Wasserman Schultz, anunciou este domingo que vai demitir-se do cargo, no final da convenção de investidura de Hillary Clinton, que começa na segunda-feira, em Filadélfia, nos Estados Unidos.

A melhor maneira, para mim, de cumprir os objetivos é demitir-me do cargo de presidente do partido no final da convenção", escreveu, num comunicado, referindo-se à campanha eleitoral dos próximos meses para a presidência da Casa Branca.

O anúncio da demissão surge na sequência da publicação, na sexta-feira, no sítio ´online´ da Wikileaks, de cerca de 20.000 mensagens internas do partido democrata, entre outros documentos.