Darío Barrio, famoso chef espanhol, morreu enquanto participava num espetáculo de salto, modalidade do pára-quedismo que consiste em saltar de um objeto fixo e não de um avião em voo.

De acordo com Ramón López, coordenador do Festival Internacional del Aire «El Yelmo», em declarações ao El Mundo, o chef foi encontrado com o pára-quedas aberto.

«A trajetória não foi a correta. Deveria ter passado por cima do castelo e chocou contra a parede. Pode ter sido um erro de cálculo, pode ter sido uma mudança do vento afetando a trajetória», afirmou López, acrescentado que o pára-quedas deve ter sido aberto demasiado tarde.

O piloto voava entre os 160 e 180 quilómetros por hora e o pára-quedas necessitava de tempo para funcionar como «travão» no voo.

O chef, de 42 anos, era apaixonado por desportos de risco. Era dono de um restaurante, Dassa Bassa, e apresentou vários programas de culinária.