“És irritantemente bom naquilo que fazes. E todos nós, que fomos sortudos o suficiente para poder trabalhar contigo durante 16 anos – e podes editar isto depois – fazemos melhor o nosso trabalho porque pudemos assistir como tu fazias o teu. E somos melhores pessoas por te ter conhecido”, afirmou Colbert, com Jon Stewart em lágrimas. “Eu sei que não estás a pedir isto, mas em nome de tantas pessoas cujas vidas mudaste durante os últimos 16 anos, obrigada!”


“Um artista que eu admiro disse que pensava na sua carreira como um longo discurso com a audiência. Um diálogo. E eu adoro esta metáfora por várias razões. Mas a principal é porque retira a ideia de finalidade. Este programa não está a acabar. Estamos apenas a fazer uma pequena pausa na conversação. Uma conversação que, já agora, eu monopolizei… eu tenho dominado isto de uma forma egoísta. Por isso, em vez de dizer adeus ou boa noite, vou apenas dizer: vou tomar uma bebida e eu tenho a certeza que vos vou voltar a ver antes de partir.

Aqui está o meu momento zen”.