Sete países, além dos Estados Unidos da América, comprometeram-se a fornecer armas às forças curdas para combater os extremistas do Estado Islâmico no norte do Iraque, anunciou esta terça-feira o secretário da Defesa norte-americano, Chuck Hagel.

«Além do apoio norte-americano e do Governo iraquiano, Albânia, Canadá, Croácia, Dinamarca, Itália, França e Reino Unido comprometeram-se a fornecer, às forças curdas, as armas e equipamentos de que necessitam com urgência», afirmou Hagel em comunicado hoje divulgado pela agência de notícias France Press.

«Este esforço internacional, que se fará em coordenação com o governo iraquiano em Bagdad, irá fornecer grande apoio às forças curdas na sua luta contra a ameaça terrorista brutal que enfrentam», explicou aquele responsável, sublinhando que «nos próximos dias» deverão surgir novos países na lista hoje divulgada.