A cólera provocou a morte em Angola no ano passado 221 pessoas de um total de 6.655 casos registados, ainda assim uma taxa de letalidade inferior à de 2012, informou a Direção Nacional de Saúde Pública (DNSP).

Os dados constam de um balanço sobre a epidemia de cólera em 2013 elaborado pela DNSP e enviado esta sexta-feira à agência Lusa.

Segundo o documento, a taxa de mortalidade em 2013 foi de 3,3%, inferior a do ano anterior que foi de 6%.

Os casos reportados no ano passado tiveram maior incidência na província do Cunene, com 57,8%, seguindo-se as províncias da Huíla com 21,6% e o Uíje com 4,2%, realça o boletim.

Angola regista surtos de cólera há vários anos, com períodos em que chegou a registar quase 70 mil casos e mais de dois mil mortos.