O Presidente cubano Raúl Castro operou uma remodelação governamental surpresa e demitiu dois históricos do regime: o Ministro dos Negócio Estrangeiros, Felipe Pérez Roque, e o chefe de gabinete do Presidente, Carlos Lage.

As mudanças são já consideradas uma remodelação governamental profunda, que Castro disse terem como objectivo tornar o Governo mais coeso com vista ao «aperfeiçoamento» do sistema cubano.

Pérez Roque, de 43 anos, ocupava o cargo desde 1999 e foi substituído pelo vice-ministro Bruno Rodriguez. Carlos Lage, de 57 anos, manterá o cargo de vice-presidente, mas será substituído como chefe de gabinete pelo general José Amado Ricardo Guerra.

Além destas duas mudanças, foram ainda anunciadas cerca de uma dezena de substituições e fusões de ministérios. A remodelação ministerial tinha sido prometida por Raúl Castro há um ano, quando sucedeu ao irmão Fidel Castro.