Após uma longa ausência, Fidel Castro, o icónico líder cubano, regressou aos discursos em Havana. 

Ladeado pelo irmão, Raul Castro, que agora lidera os destinos do país, Fidel Castro discursou no encerramento do congresso do Partido Comunista, na terça-feira. A meses de fazer 90 anos, Fidel Castro falou da morte.

Em breve vou fazer 90 anos. Em breve vai acontecer-me o mesmo que aos outros. Chega a hora a todos", disse Fidel Castro, de acordo com a Reuters. 

Longe vão os discursos de horas a fio levados a cabo pelo homem que comandou os destinos da ilha durante décadas, mas, apesar de parco em palavras, a emoção tomou conta dos 1.300 delegados do congresso comunista, que, entre lágrimas, gritaram "Fidel, Fidel". 

Admitindo que "esta será uma das últimas vezes em que vai falar naquela sala", Fidel Castro fez questão de frisar que os seus ideais vão continuar. "As ideias do Partido Comunista Cubano vão permanecer", como "prova de que, neste planeta, se trabalharmos muito e com dignidade, podemos atingir os objetivos" materais e culturais.