A polícia italiana deteve esta manhã 31 alegados membros da máfia siciliana (Cosa Nostra) aos quais são imputados crimes de homicídio, sequestro, extorsão e posse ilegal de armas, entre outros.

Os responsáveis dos Carabinieri informaram que a operação, na qual participaram no total 500 agentes, permitiu desmantelar o conhecido como distrito de Bagheria, um dos bastiões históricos da Cosa Nostra.

A polícia explicou ainda, em nota enviada à imprensa, que foram detidos vários dos responsáveis da última década pela mafia local, nomeadamente das famílias Bagheria, Villabate, Ficarazzi e Altavilla Milicia, e vários homens de honra, como se definem os membros da máfia.

Durante as investigações, os agentes conseguiram determinar a hierarquia de parte dos grupos mafiosos bem como identificar os autores materiais de dois homicídios encetados em 2005 e 2006.