O Conselho de Segurança das Nações Unidas condenou terça-feira os ataques dos militares do Estado Islâmico e do Levante no Iraque alertando os seus responsáveis que podem enfrentar um julgamento por crimes contra a humanidade.

O comunicado dos 15 membros do Conselho de Segurança é a segunda "condenação" daquele organismo nas últimas duas semanas depois dos jiadistas terem tomado o poder de Mosul a 10 de junho.

O Conselho advertiu que o Estado Islâmico do Iraque e do Levante representa uma ameaça não apenas para o Iraque e Síria, mas para a paz, segurança e estabilidades regionais.