A França e o Reino Unido anunciaram, este domingo, a suspensão das reuniões preparatórias do encontro do G-8, que se realizam em Sochi, na Rússia. É uma forma de pressionar a Rússia a suspender as ações militares na península da Crimeia, Ucrânia.

«Suspendemos a nossa participação nas reuniões preparatórias do G-8», disse fonte ligada ao presidente francês François Hollande.

O secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros britânico também anunciou a suspensão da participação britânica. O Reino Unido apela a ambos os lados nesta crise que trabalhem no sentido de evitarem conflitos e considerou que a integridade territorial da Ucrânia foi violada.

NATO: Russia está a ameaçar a paz na Europa

Já este sábado, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Frank-Walter Steinmeier, tinha apelidado de «extremamente perigosa» a situação na região da Crimeia. Steinmeier instou a Rússia a desistir de ações que possam colocar em causa a integridade territorial da Ucrânia.

A Alemanha disse também que a Rússia não tem direito de implementar o seu ativo militar em territórios soberanos.