“Junto-me a toda a Igreja na Áustria na oração pelas 71 vítimas, entre as quais quatro crianças, encontradas num camião na autoestrada Budapeste-Viena. Confio cada uma delas à misericórdia de Deus”, declarou o papa.