Uma rapariga de 15 anos de idade e a irmã mais nova, de 11, assassinaram o irmão, de 16, esta segunda-feira, em Columbia County, na Florida. As menores foram presentes a tribunal, esta quarta-feira, tal como os pais.

Segundo um relatório a que a CNN teve acesso, quando o rapaz adormeceu a irmã mais velha disparou - com a arma dos pais - sobre ele enquanto a irmã mais nova, alegadamente, assistia ao crime. Em sua defesa, a adolescente afirmou que o irmão a tinha espancado e trancado no quarto.

Na manhã do crime,  as duas raparigas fugiram de casa e acabaram por chamar à atenção de um polícia quando percorreram cerca de seis quilómetros a pé. Durante a fuga, a rapariga mais nova telefonou a mãe de um amigo para que este alertasse a progenitora de que ambas tinham saído de casa, acabando por ser esta a avisar as autoridades do crime. 

Quando a polícia chegou ao local do crime, a mais velha das irmãs mostrou-se calma, maquilhando-se enquanto respondia a algumas perguntas. No entanto,a jovem acabaria por confessar o crime, em lágrimas.

O corpo do jovem de 16 anos foi encontrado no chão da sala de estar.

Os pais, Keith e Misty Kornegay, estavam fora da cidade a trabalhar mas regressaram de imediato quando souberam da morte do filho, acabando por ser detidos e acusados de negligência, por terem deixado os três filhos menores sem supervisão de um adulto. Uma criança de três anos, que se suspeita ser filha de um dos membros do casal, também se encontrava na casa no momento do crime e acabou por ser levada pela proteção de menores. 

Já em 2010, a polícia tinha sido chamada à casa da família Kornegay depois de atos de vandalismo e crimes civis terem sido denunciados.