Oito em cada dez jovens de 18 anos reconhecem que as crianças e adolescentes correm risco de abuso sexual na Internet e mais de metade acreditam que os amigos têm comportamentos arriscados online, revela esta segunda-feira a UNICEF.

Num inquérito realizado junto de 10 mil adolescentes de 18 anos em 25 países em todo o mundo, intitulado "Perigos e possibilidades: Crescer online", o Fundo das Nações Unidas para as Crianças (UNICEF) conclui que mais de 40% dos jovens começou a usar a Internet antes dos 13 anos.

À medida que o acesso à Internet se torna mais fácil, a violência contra as crianças ganha novas dimensões, com consequências profundamente perniciosas e que podem alterar vidas", escreve o diretor adjunto e responsável pela proteção das crianças na organização, Cornelius Williams, no relatório hoje divulgado.