Uma creche no Texas, EUA, foi acusada de prender os bebés aos berços, com fita adesiva, quando as crianças não dormiam durante a hora da sesta, avança o canal norte-americano «ABC». A denúncia foi feita por uma funcionária do centro «Heart2Heart». Esta tirou uma fotografia a um bebé «enrolado» em fita a uma cama e mostrou aos pais. Depois despediu-se.

Lorrie Almquist, mãe do bebé da fotografia, contou à «ABC» que já recebeu uma chamada da proprietária da creche, Pam Decker, a admitir responsabilidades pelo sucedido.

«Senti-me violada e furiosa. Não tinha palavras para lhe dizer. Estava magoada e triste por pensar que o meu filho teve de passar por aquilo», declarou.

Após o caso ser reportado às autoridades, a diretora do centro, Ashlea Pena, enviou um email aos pais das crianças. No texto, a diretora afirmou que o incidente tinha sido «amplamente exagerado» e que o bebé da fotografia não só não se tinha magoado como, inclusivé, tinha acordado bem-disposto.

«Ashlea Pena tem uma filha com menos de um ano e eu sei que ela ia sentir-se como eu se isto tivesse acontecido à filha dela», defendeu Lorrie Almquist.

O caso já está a ser investigado pelas autoridades do Texas num processo que poderá demorar até 30 dias.