As autoridades britânicas renovam os apelos para encontrar Ben Needham, o bebé britânico, desaparecido em Kos, na Grécia, com apenas 21 meses.

“Posso ser o Ben?”, a pergunta da polícia britânica é dirigida a todos os homens gregos, na casa dos 25 anos, que em criança “tivessem cabelo loiro e olhos azuis” e “dúvidas” sobre quem sejam os seus progenitores ou estranhem as diferenças físicas com os pais.

O inspetor da polícia de Yorkshire, Jon Cousins, viajou até à ilha grega para, mais uma vez, tentar seguir a pista do telefonema de 1993. Uma chamada anónima, feita para o serviço britânico de apoio às famílias dos desaparecidos, dizia que o menino estava a viver na Grécia com um homem chamado “Nicos” e que respondia pelo nome “Andreas”, de acordo com a Reuters.

Ben estava a brincar no exterior da casa de campo da família quando a família deu pela sua falta. Como é que um bebé desapareceu sem deixar rasto, não se percebeu até hoje. Todas as pistas se mostraram inconsistentes, mas a polícia britânica não colocou o caso do menor  britânico desaparecido na gaveta.

Nesta foto, tirada em 2012, a polícia e o avô de Ben fazem buscas na ilha. Sem sucesso. Ficou a esperança.

O avô de Ben com a polícia (Foto Reuters)

Se for vivo, Ben é hoje um homem. O caso desta criança britânica desaparecida no estrangeiro lembra o caso de Maddie McCann. A menina que desapareceu há precisamente nove anos da Aldeia da Luz, no Algarve.